COMO TRABALHAR COMO MOTORISTA NO EXTERIOR

 

 

 

4.000 vagas para motoristas de caminhao no Canada 

 

 

 

Assista aqui video explicativo 

A alta demanda por motoristas de caminhão de longa distância (HGV Drivers) significa que um visto do Canadá está amplamente disponível para trabalhadores estrangeiros que procuram emprego no Canadá, nessa ocupação.

A indústria de caminhões canadense está enfrentando uma escassez de motoristas de longo curso para a quantia de 48.000 em 2024, o que significa que aqueles que buscam a imigração no Canadá têm uma excelente oportunidade.

Motoristas de caminhão de longo curso em alta demanda Para a imigração do Canadá em 2018 Com uma idade média de 47 anos, o setor tem uma das forças de trabalho mais antigas, com um terço dos motoristas acima de 55 anos, segundo a Canadian Trucking Alliance.

Normalmente, um caminhoneiro de longa distância pode passar até 14 dias de cada vez na estrada, trabalhando em turnos de 12 horas, com três dias de descanso entre eles.

O salário médio anual  varia de US $ 55.000 a US $ 65.000, embora os motoristas geralmente recebam bônus por milha, o que lhes permite ganhar significativamente mais.

Uma pesquisa no banco de trabalho do governo federal do Canadá revela quase 4.000 vagas, cada uma delas com uma possível rota para um visto do Canadá.

Em caso de interesse  fale conosco.


Whats 11 9 5047 2557

MTV INTERCAMBIOS = 21 ANOS DE MERCADO

 

 

 

Faltam caminhoneiros na Europa, e Portugal contrata 2 mil motoristas brasileiros. Salário parte de 2.800 reais

 

Portugal tem recorrido cada vez mais a profissionais estrangeiros, especialmente brasileiros e venezuelanos, para assegurar seu sistema de transporte de cargas. Dados do setor publicados pela imprensa portuguesa indicam que, no último ano, cerca de 2.000 caminhoneiros brasileiros foram contratados em Portugal, além de outros mil da Venezuela. 
DÉFICIT
O déficit em Portugal é de 5 mil caminhoneiros. A dificuldade para contratar esses motoristas é tão grande que empresas oferecem bônus para o recrutamento no exterior. O déficit de caminhoneiros em Portugal deve-se especialmente ao salário pago. 
REMUNERAÇÃO
Enquanto a remuneração base em Portugal é de 630 euros (cerca de R$ 2.800), o valor mais do que dobra em outros vizinhos europeus, como França e Alemanha. Além disso, há um forte envelhecimento do setor e dificuldade de atrair jovens.